domingo, 31 de outubro de 2010

Querer


"Ah Bruta Flor do Querer.... Ah Bruta Flor, Bruta flor" Caetano Veloso - O quereres



Quero uma rede na varanda
O violão ao alcance das mãos
Uma bebida que faça bem ao paladar

Um Sofá onde eu possa me jogar
Uma TV que eu possa ver
Namorar bons filmes com você


Viver como o mar
Com ondas mansas vagarosas,
Envolta em tempestades vez ou outra


Em movimentos constantes
Instantes de loucura que levem e tragam
Pra lá e pra cá


Como o balanço das redes na varanda
Como o balanço das ondas no mar
Uma vida que me balança dia a dia

Uma vida onde eu possa me pintar






[Porque eu conheço um tal Alexandre que me disse: 'Eu quero uma rede na varanda' - Daí nasceu as linhas... Beijos a todos e me perdoem por toda essa ausência, até quarta posto o próximo capítulo do conto.]

11 comentários:

Silvia disse...

Eu quero,eu quero, eu quero...

Beijos

Inercya disse...

Ah, o querer...
Quem dera poder, ne? :)
Parece uma música...tá lindo! ^^
;*

Rodolpho Padovani disse...

Ahh, me senti balançado nessas linhas leves e suaves.
Lindo, lindo...

Bjs =)

Clara disse...

Também quero uma rede na varanda... Paz é o meu sonho de vida. nem precisa de sucesso, dinheiro, etc. Só paz e uma rede na varanda!

:) Bjos, adorei te conhecer!

{Mari Gondim} disse...

E quem não há de querer uma vida assim, tão mansinha?!
Belo texto, belo blog.

Beijos.

Marina disse...

Oii! Achei seu blog tão legal, dei uma lida em posts anteriores e gostei mesmo
Parabéns!
depois me visita! http://rabiscoemnuvens.blogspot.com

bjss!

Au disse...

Gosto quando as palavras surgem assim, por meio de uma frase dita, alguma musica que ouvimos, algum filme ou seriado...

Saudader de ficar fazendo nada na rede...


Beijo!

Essência e Palavras disse...

Que doce. Delicia de ler, delicia de querer.


Beejo beejo!

dear sarah disse...

Queria descansar numa rede a balançar..
quero tantas coisas!

Babizinha disse...

Que Deus lhe ofereça um belo arco-íris para que possa pintar a vida, Tati!

Já disse e repito gostei demais do ritmo com que as palavras me envolveram. (:

Beijos
:*

Inercya disse...

Cadê você, Tati? Sinto falta de ler o que você escreve.. :x
;*