sábado, 23 de outubro de 2010

[Palavras Mil]



Capítulo II
- Leia aqui cap. I


Isabel tenta conter as lágrimas que lhe saltam dos olhos enquanto se encara no espelho do banheiro que encontrara no lugar onde havia aparecido
Seus cabelos que eram longos, semi encaracolados e loiros agora possuíam outra cor e comprimento. Mudara tanto
Confusa e cheia de um medo que parecia não lhe caber dentro do peito, ela solta as lágrimas e permite que a face fique toda manchada com elas

Senta-se sobre o chão, quase se entregando completamente e fecha os olhos passeando nas ultimas lembranças que lhe restavam daquela vida que hoje parecia até outra

Recorda-se da tarde em que entrara no armário
Fazia sol, o céu estava limpo, um dia agradável para passeios no jardim
Decidida tomou nas mãos o espelho que ganhara de sua avó e saiu a caminhar distraída pelo jardim junto a sua irmã mais velha, Maria

Algumas horas depois, um rapaz desconhecido por elas se aproxima e se sentem amedrontadas por não saberem de quem se tratava o jovem
Maria que estava brincando de mostrar a arte dos reflexos do espelho para Mabel apenas levou uma das mãos para trás, mantendo oculto o espelho que lhe valia tanto

Tinha medo por dentro e tentava não permitir que esse medo escorresse para seus olhos e expusesse toda a sua fragilidade

O jovem vendo seu receio sorriu amigavelmente e se apresentou;

- Olá, Maria, olá Mabel! Eu sou Richard!

Elas assustadas com a notícia inesperada, se entreolharam rapidamente e de mãos dadas puseram-se a correr jardim a fora em direção a casa

Ao entrarem, Maria lançou-se dentro de um armário e Mabel pôs-se escondida dentro doutro e tratou de por precaução, trancar-se


Em outro mundo.



[ok pessoas eu sei, meu post está com um atraso de semanas, prometo que vou tentar diminuir a distância de postagens, mas isso vai depender da minha cabeça que anda louca e o tempo que anda curto. Eu sei que pro P.P.M nem vale mais, mas postei assim só pro blog ficar bem organizado. Beijos a todos e obrigada pela paciência e presença de todos.]

6 comentários:

Monique Premazzi disse...

Não se preocupe com sua cabeça louca. Precisamos de uma pausa as vezes, respeite o seu tempo e saiba que estamos todos com você.

Adorei esse capitulo! Quero mais *-*

Inercya disse...

Own, tão fofinha a história. Engraçado é que era pro projeto e acabou que você foi começando uma série. E eu tenho paciencia por esperar o que você escreve, sabe disso (:
;*

Babizinha disse...

E o conto estará cheio de idas e vindas, mas está gostoso de ler e fácil de entender!

Sabe que não é a única com "lapsos inspiratórios". (?) Que tudo volte ao normal logo.

Beijos
:*

Doce Nostalgia disse...

Ó li a primeira parte ,eu adoro contos! *-*
Tua imaginação é magica, que historia mais fofa! rs

Amei!

Beijos!!!!!!!

Clara disse...

Tive que reler a primeira parte pra lembrar, rs!

Ainda não decidi o que pensar da história, acho melhor não fazer interpretações antecipadas, neh? rs

Bem,só digo que é um texto forte que trata de assuntos importantes e também fortes. Gostei muito da continução.

Forte abraço!

Rodolpho Padovani disse...

E essa curiosidade para saber mais, como fica? Ãh, dona Tati?
Quero mais, poste logo, sim...

Bjs e fiquei feliz que tenha gostado do poema, acho que no final o que estava faltando desde o começo era "música" =)