sábado, 12 de junho de 2010

[Palavras Mil]


Primeira prova, antes da eternidade

"[...] na alegria ou na tristeza[...] até que a morte os separe"

Parece piada dos céus ou até mesmo do próprio inferno. Tinha de acontecer isso justo hoje? Exatamente agora?
Já não sei se preciso de paciência ou de conseguir conter os meus hormônios. E a culpa disso tudo é toda de minha mãe. Ela não precisava ter me criado com todas aquelas manias de religiosidade.
Mas eu também não precisava ter me apaixonado por um cara tão certinho, tão puro e casto.
A culpa também é minha admito! Talvez não muito minha, mais do meu coração bobo, mas tudo bem, de qualquer forma estou aqui agora. Depois de todas aquelas declarações publicas - impedida de viver minhas núpcias porque o carro é uma carroça com quatro rodas.

Que o nosso amor possa suportar isso, aí terei certeza de que será 'até a morte'.



'Falta de criatividade essa semana - o Amor anda tanto nos meus olhos que não consigo mais escrever muito nem sobre ele mesmo... Espero que escorra na pauta e nos poros semana que vem'

3 comentários:

Babizinha disse...

Eu ri.
A primeira prova até que "os separe" ou "até a morte" mesmo!
E não vejo nada de "falta de criatividade", moça. Adorei o texto. Boa sorte!

Beijos
:*

Irene Moreira disse...

Falta de criatividade o que menina !!! Está ótima. Adorei o texto.
Beijos

Juliana Lima disse...

falta de criatividade? eu adorei o texto!
Esta critico, engraçado e verdadeiro. muitos casais hoje em dia não passam da primeira prova!
Booa sorte!
beiijos