quarta-feira, 10 de março de 2010

[Palavras Mil]

Foto retirada do site Vi.sualize.us

De mãos dadas

‘‘No passo da estrada só faço andar. Tenho a meu amado a me acompanhar. Meu olhar em festa se fez feliz. Lembrando a seresta que eu te fiz. Por onde for quero ser seu Par’’

Edmundo Souto e Danilo Caymmi - Andança


Recordo do tempo em que a tristeza me era muita. E em passos largos, mas não firmes, caminhei. Passei por estradas onde talvez não desejasse andar se pudesse riscar o trajeto correto dos meus dias, a fim de reter em mim, alguma felicidade eterna. Senti que por mais que todas aquelas paisagens fossem belas, serviam apenas para encher os meus olhos por um instante muito curto. Abraçavam o meu coração com fugaz beleza. Mas ficavam ali, naquele ponto do caminho. Não foram dias ou semanas, mas anos que isso se repetiu vorazmente diante de mim e eu, permaneci parada. Ouvindo a cena passar. Eu não sabia da existência da escrita e da palavra impressa. Não conhecia os livros e nem o encanto das histórias que eles nos reservam. Vivia tentando memorizar, todas as palavras que mamãe dizia a fim de reter vivo em meus olhos todos os cenários que minha imaginação produzia enquanto eu a ouvia. Mas eu sempre esquecia. Com o tempo e as muitas cenas, algo sempre se perdia na estrada. Até o momento em que eu aprendi a ler e descobri os livros. E suas histórias mágicas. Um mundo novo se criou diante de mim quando papai me levou a biblioteca pública. E quando li o meu primeiro livro sozinha eu soube que tudo pode ser eterno em mim. Através de palavras que unidas formam os episódios mais belos e mágicos que eu possa criar. Recheados de cenários e personagens dos mais diversos, que transmitem ao meu coração sensações que não tenho capacidade de nomear. Por serem tão intensas e mágicas. Hoje enquanto caminho não me permito estar só e triste como naqueles dias em que a felicidade parecia andar a léguas de meus passos. E nem tampouco acompanhada apenas com os panoramas desenhados pela geografia. Enquanto sigo meu rumo, vou de mãos dadas com as palavras. Carrego comigo um bom livro. Farto de palavras que me trarão sensações insonháveis e que proporcionarão aos meus olhos um vislumbre intraduzível de beleza, encanto e quem sabe até medo. E tudo isso será eterno e agradável. E eu irei andar nas estradas que sempre quis na companhia de meu amado. Por onde for, quero ser seu par.

9 comentários:

DILERMArtins disse...

Mas bah, Tati.
Que lindo texto, gostei do blog, parabéns.
Você tem toda a razão, as estradas por nos levam os livros são infinitas...

Babizinha disse...

Obrigada por visitar meu blog, retribuindo a visita! Evitarei comentar nos textos em que você participar do Projeto, ok?!

Porém, já li alguns textos teus e escreves muito bem! *-* Sucesso.

Beijos
;*

Irene Moreira disse...

Tati

Pleno, gratificante, gostoso, belo e mag nifica história e texto.

Parabéns. Não participei da 1a. edição e estou apreciando os textos de vocês.

Beijos e bom domingo

Élide Elen disse...

Parabéns!!!
Você foi o primeiro lugar da edição :D

Tati disse...

Muito obrigada a todos, desejo que independente dos resultados das edições, possam passar por aqui e encontrar algo que seja bom, apreciativo.

Muito obrigada e parabéns a todos que participaram da edição, os textos produzidos foram ótimo e acho incrivel a mágica que uma fotografia proporciona, cada um que a vê, sente de forma diferente e isso é muito belo, muito mesmo.

Sandra disse...

Muito bom. a interação de amigos também participou.http://sandrarandrade7.blogspot.com
Parabésn pela classificação.
Carinhosamente,
Sandra

Silvia C. Barbosa disse...

Olá Tati... vi seu texto como um dos ganhadores, e não foi em vão a escolha... parabéns!
Beijos

Wilian Bincoleto Wenzel disse...

Olá, Tati...

Eu vim aqui especialmente para lhe parabenizar pela colocação, que ao meu ver, está totalmente cabível nesse cenário. Foi muito feliz na criação dessa narrativa. Minha vida também mudou totalmente após conhecer as páginas da vida, que são repletas de letras e frases.

Até a próxima edição!

angela disse...

Parabéns, o seu texto é muito bonito.
beijos